Vicio em pornografia e disfuncao eretil






“Tem disfunção eretil e é viciado em pornografia?”


Aqui fica mais um pedido de ajuda de uma leitora do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!

(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)


“Boa tarde Dr. Fernando,

tenho 33 anos e o meu namorado tem 38. Ele tem disfunção erétil, diagnosticada por um andrologista do HSM. Há uns tempos descobri que ele vê filmes pornográficos no computador... Confrontei-o e ele admitiu que tinha este vício.

É possível ser-se viciado em pornografia? Estará este vício relacionado com a disfunção?

Temos uma vida sexual cheia de imaginação, ele não perde a criatividade e sinto-me muito realizada com a vida sexual que tenho com o meu companheiro. Mas fiquei com esta dúvida.

Se me pudesse ajudar a esclarecer, agradecia

Obrigada e até breve”

R.P. – Lisboa



A nossa resposta

Cara leitora

de facto a visualização de pornografia, tal como qualquer actividade que dá muito prazer, pode criar alguma dependência. Considera-se que uma pessoa tem uma dependência, ou compulsão, quando existe um impulso incontrolável para realizar um determinado acto.

No caso da compulsão sexual, o sexo passa a regular a vida emocional da pessoa. O dependente sexual passa os dias a planear, calcular, imaginar e a procurar oportunidades de ter relações sexuais, ver pornografia ou masturbar-se, com necessidades cada vez maiores para manter o nível de alívio emocional.

Apesar de ser medicamente reconhecida como uma patologia, há correntes de opinião que relativizam a dependência sexual, recorrendo à velha máxima de “antes a mais do que a menos”. Porém, a maioria dos especialistas em sexologia estabelece uma distinção clara de quando se atravessa a fronteira do normal e se entra no território da dependência. Isso acontece quando o vício transtorna a vida das pessoas provocando um acentuado mal-estar, problemas laborais e relacionais.

Estima-se que só em Portugal existam mais de 500 mil pessoas viciadas em sexo, na sua maioria homens com idades compreendidas entre os vinte e os trinta anos.

Se o seu namorado, ao ver este tipo de filmes, consegue ter ereção e masturbar-se sem problemas, então esta dependência pode estar a provocar a Disfunção Eretil. O que acontece, nestas situações, é que a pessoa fica tão “vidrada” neste tipo de estímulos que não consegue ficar suficientemente excitada na vida real. Procure falar abertamente com o seu namorado e, se for este o caso, será importante procurarem ajuda de um Terapeuta Sexual.

Obrigado pela sua questão


Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221


Veja outras questões dos nossos leitores aqui.
Veja outras respostas nos comentários e aproveite para deixar também a sua ajuda a este leitor.

Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com

Enviar um comentário