ORGASMO - "La petite mort"



Muitas pessoas acham que ter orgasmo é ver estrelas, fogo de artificio, ou entrar numa outra dimensão cósmica de euforia. No entanto, a forma como é vivido varia de pessoa para pessoa e sofre a influência de fatores intrínsecos (emoções, sentimentos, experiências sexuais passadas) e extrínsecos (ambiente, tempo e parceria sexual).

Conhecido na literatura francesa, da época Victoriana, como “La petite mort”, o orgasmo pode provocar temporariamente uma perda súbita de consciência. Apesar deste fenómeno não ser a norma, existem algumas explicações para que aconteça em algumas situações:
1) Com o aumento da excitação verifica-se uma aceleração na respiração (algumas pessoas chegam a hiperventilar). Quando isto acontece, os níveis normais de dióxido de carbono descem, o que pode causar tonturas ou desmaios. O abuso de substancias alcoólicas pode provocar ou potenciar este efeito.
2) Outra explicação é o facto do cérebro não receber oxigénio e nutrientes suficientes devido à redução de circulação sanguínea. Isto acontece porque a excitação exige uma maior quantidade de sangue nos orgão genitais que assim não vão para o cérebro e isso pode levar à alteração de consciência e alerta.
3) Algumas pessoas praticam uma parafilia chamada de Asfixia auto erótica, ou Asfixiofilia, que se caracteriza pela privação intencional de oxigénio no cérebro, com o intuito de aumentar o prazer do orgasmo. Esta parafilia é responsável por diversas mortes visto que alguns dos seus praticantes podem desmaiar sem que se consigam libertar da constrição (geralmente usam cintos, laços ou toalhas que envolvem o pescoço).
4) Desmaiar, após o orgasmo, pode ser indicador de um problema de saúde mais grave. Pelo que deverá consultar um médico se for algo que acontece frequente.
Enviar um comentário