8 sinais da depressão


Entenda como a doença se manifesta 
e como você pode identificar alguém que esteja em crise


Apesar do acesso facilitado a informações e do crescente esclarecimento das pessoas quanto à educação, ainda é comum quem pense que depressão se trata de algo fictício, criado para justificar atos preguiçosos e desinteressados. Acontece, no entanto, que milhares de pessoas sofrem com a doença todos os dias e, por mais que tentem levar uma vida normal, não conseguem progresso, uma vez que se encontram com o emocional e o psicológico abalado.

Mas, como saber se uma pessoa realmente está depressiva? O diagnóstico, claro, precisa ser dado por um profissional habilitado, mas há sintomas comuns à doença que podem ser os primeiros sinais de que algo anda errado com você ou com seus conhecidos.

Confira, na lista abaixo, quais são esses 8 sintomas mais corriqueiros:

1. Alteração do humor - O principal sintoma da depressão é o humor deprimido, que pode envolver sentimentos como tristeza, indiferença e desânimo. Mas, como esses sentimentos são naturais do ser humano, nem sempre são sinônimo de depressão. É preciso perceber esse sintoma persiste na maior parte do dia por se está presente no seu cotidiano a pelo menos duas semanas. Quem está assim não consegue se animar mesmo se acontece algo de bom em sua vida.

2. Desinteresse - Perder o interesse por atividades que antes eram prazerosas é outro sintoma importante da depressão. O desinteresse pode acontecer com relação a diversas coisas, como à familiar, à vida profissional e até mesmo ao sexo e às atividades de lazer. Deixar de brigar por projetos por achar que eles já não valem mais o esforço também pode não ser sinal de preguiça.

3. Problemas com o sono - Normalmente quem está com depressão tende a ter o sono descontrolado. Mas não é só com relação a dormir demais. Quem passa a dormir menos também pode estar com o problema.

4. Mudanças no apetite - Há quem apresenta um apetite descontrolado quando está depressivo, especialmente quando o assunto são massas e doces. Mas a falta de vontade de comer também é possível de acontecer. Conforme os especialistas, somado a outros sintomas da doença, a alteração do apetite que persiste por no mínimo duas semanas aumenta as chances de um paciente ser diagnosticado com depressão.

5. Perda ou ganho de peso - Essa consequência, claro, aparece em decorrência da mudança de apetite. Assim, é bom ficar de olho na balança e analisar como anda a vida para saber se isso tem a ver ou não com o estado psicológico da pessoa.

6. Falta de concentração - Concentração, raciocínio são pontos bastantes prejudicados em quem está depressivo. Em consequência, pode ser muito difícil tomar decisões. Com isso, o indivíduo pode perder o rendimento no trabalho ou nos estudos.

7. Cansaço - Diminuição de energia, cansaço frequente e fadiga são comuns em pacientes depressivos, mesmo quando elas não realizaram esforço físico. Coisas simples passam a ser exaustivas, como o simples ato de vestir a roupa de manhã.

8. Pensamentos constantes sobre morte - Nem todo mundo que tem depressão pensa em morrer, mas em casos mais graves esse tipo de pensamento pode se tornar recorrente. Em muitos casos, o suicídio passa a ser uma ideia bastante chamativa, especialmente quando a tentativa é acabar com o estado emocional que se mostra doloroso. Mas, como dissemos antes, isso varia de acordo com o paciente e com o grau em que a doença está se manifestando.

Fique de olho nessas dicas e não deixe que procurar quem entende do assunto, caso você mesmo ou um conhecido apresente esses sintomas. Combinado?


Fonte: Thamyris Fernandes in Fatos desconhecidos

Veja também:
- Homens sofrem depressão pós-parto
- Médicos estudam influência da depressão paterna nos filhos


Dr. Fernando Eduardo Mesquita
Psicologia Clínica / Sexologia Clínica
Terapia Cognitivo Comportamental / Terapia EMDR

Avenida Elias Garcia, 137, 4º
1050-099 Lisboa
Tel: 969091221
Tel: 213145309

Avenida Almirante Reis, 186 R/C Esq.
1700-093 Lisboa
Tel: 969091221
Tel: 218477024
Exibir mapa ampliado


Enviar um comentário