Testosterona determina atracção

Os níveis da hormona testosterona, presentes em homens e mulheres, fazem variar os alvos da sua atracção sexual, concluiu um estudo realizado pelo laboratório de Investigação da Universidade de Aberdeen, no Reino Unido.

«Tendemos a pensar que a atracção (sexual) mantém-se estável ao longo do tempo. No entanto, o nosso estudo demonstra que aquilo que achamos atraente é afectado pelas flutuações dos níveis de testosterona», explicou Lisa Welling, uma das autoras do estudo.

Durante quatro semanas, um conjunto de voluntários preencheu uma série de questionários relativos à fisionomia que preferiam, escolhendo um de quatro rostos como mais atraentes. Em cada sessão, foi recolhida uma amostra de saliva para determinar os níveis de testosterona.

«Dependendo do nível de testosterona, os participantes preferiam ora uma, ora outra cara. Quando os níveis eram altos, os homens sentiam-se atraídos por mulheres muito femininas, e as mulheres por homens muito viris», disse Ben Jones, um dos autores do estudo. «No entanto, quando os níveis desciam, os gostos mudavam», concluiu.


In Diário Digital, 17 de Setembro 2008
Enviar um comentário