Orgasmo

A experiência do orgasmo varia de um modo tremendo entre os indivíduos mas acabamos todos por sofrer uma pressão enorme para o atingir. Tendo em conta que um orgasmo dura menos de dez segundos, na maior parte dos casos, e raramente dura mais de vinte segundos, parece estranha a importância que lhe é dado, e que se tenha tornado um dos principais objectivos dos casais dos tempos modernos.

Na realidade, parece fazer mais sentido o que é observado num dos "guias sexuais" mais famosos, o Kamasutra, datado de cerca do século I a.C., que dá maior ênfase ao lado espiritual do acto de fazer amor. Estes ensinamentos valorizam mais o caminho "percorrido" com o seu parceiro para chegar ao orgasmo e não necessariamente o orgasmo própriamente dito.

O orgasmo feminino

Cada vez mais a mensagem que "não importa a forma como se atinge o orgasmo desde que se tenha", está a ser difundida. Actualmente, as mulheres procuram ter orgasmos através de estimulação oral, manual ou na combinação de ambas e com o coito. Cerca de 70% dos casais recorre ao sexo oral para que a mulher tenha o orgasmo. No entanto, ainda cerca de 10 a 15% das mulheres referem que nunca atingiram o orgasmo.

A maior parte das mulheres afirma que chegar ao clímax pode ser gradual e suave ou surgir de um modo rápido. As sensações orgásmicas podem incluir uma sensação forte de ondas rítmicas que percorrem os seus genitais e outras zonas. Uma mulher pode muitas vezes experimentar diferentes sensações durante as várias experiências orgásmicas: por vezes, mais fracas ou mais suaves, outras mais intensas que podem literalmente tirar-lhes o fôlego.

A maior parte das mulheres necessita que o clítoris seja estimulado de alguma forma para que consiga ter um orgasmo. A maneira como o clítoris é estimulado pode variar de mulher para mulher. Algumas necessitam de uma estimulação directa no clítoris, outras basta um estímulo mais geral na zona púbica para que o clítoris apenas receba um estímulo indirecto. Assim que a mulher descobrir exactamente o tipo de estimulação que a leva a atingir o orgasmo, pode partilhar este conhecimento com o seu parceiro.


E quando os existem dificuldades?

Se sentir excitação e orgasmo durante a masturbação (isoladamente) mas tiver dificuldades em senti-lo com a(o) parceira(o), a causa pode ser do foro emocional, o que engloba muita coisa! Problemas na relação, tais como medo, rancor ou culpa, podem afectar as suas respostas sexuais (pondere sobre a possibilidade de consultar um sexólogo).

95% das mulheres dizem já ter simulado um orgasmo... contra 30% dos homens
Admirado(a) pelo facto de eles também "simularem"? Bem, os homens podem fingir pelas mesmas razões que as mulheres. Porque sentem que, por qualquer motivo, estão a perder a erecção ou estão demasiado cansados para continuar e não querem ferir os sentimentos da parceira. Os homens conseguem imitar os sons e movimentos de um orgasmo com a mesma facilidade que as mulheres! Como há lubrificação durante a penetração (principalmente se o homem usar preservativo pode retirá-lo rapidamente sem que a parceira saiba se ejaculou) muitas mulheres não se apercebem.
.
E já agora... embora ejaculação e orgasmo estejam muito próximos numa relação sexual. Um homem pode ejacular e não ter orgasmo ... e vice-versa!

Adaptado do original de "Sexo com Pecado", Dr.a Pam Spurr, Bertrand Editora



Para mais informações sobre orgasmo veja aqui

Enviar um comentário