Perguntas e Respostas - Descobri o prazer do sexo oral



"Quando estou com ela sozinho no quarto ... sinto frequentemente vontade que me faça sexo oral"

Aqui fica mais um pedido de ajuda de uma leitora do BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!


Boa tarde,

sou jovem, tenho 20 anos e namoro com a mesma rapariga há 1 ano. Descobri com ela o prazer do sexo oral... Desde então, quando estou com ela sozinho no quarto ou quando dormimos juntos, sinto frequentemente vontade que ela me faça sexo oral.

O facto que me deixa mais pensativo e envergonhado é que nessas alturas que estou com ela e poderia ser mais romântico ou pensar simplesmente como é bom estarmos ao lado de quem amamos, a minha vontade de ter sexo oral é tanta que se não acontece por algum motivo, eu fico meio triste e acabo por não ser divertido ou mesmo amoroso com a minha namorada. Quando dormimos juntos, por vezes, custa-me a adormecer com a vontade extrema que tenho de ter prazer.

O que me sugere para esta situação?

Desde já, muitíssimo obrigado, com os melhores cumprimentos,
XXXXXX


Obrigado

A nossa Resposta


Caro amigo,

é natural que queira repetir mais vezes um comportamento que descobriu recentemente e que lhe dá prazer. Pense no seguinte caso, quando a primeira experiência sexual é a auto-masturbação, existe uma tendência para a pessoa repetir esse comportamento até adquirir novas formas de satisfação sexual. Estas novas formas de satisfação sexual podem ser, por exemplo, a presença de um/a namorado/a. Isto permite à pessoa tomar consciência que, para além da auto-masturbação, pode ter prazer de outras formas, o que não quer dizer que tenha de abdicar da primeira.

Penso que se poderá estar a passar algo de semelhante consigo. Uma vez que descobriu algo que lhe deu prazer é natural que queira repetir. Fale abertamente com a sua namorada e procurem novas experiências, em que o sexo oral possa estar presente, mas não exclusivamente.

Importante: procurem que o momento da ejaculação não seja durante o sexo oral, de forma a começar a associar o orgasmo a outras actividades sexuais...

Para finalizar: quando refere que aquilo que o deixa mais pensativo e envergonhado é o facto de não ser mais romântico ou de pensar simplesmente como é bom estarem juntos, foi algo que teve consciência por si mesmo? Se assim for, penso que é um óptimo prognóstico, pois revela que está preocupado com a vossa relação e que, muito provavelmente, vai lutar para ultrapassar o problema.


Estarei disponível para vos ajudar sempre que considerarem necessário,

Fernando Eduardo Mesquita
Psicólogo/Sexólogo Clínico
Tel: 969091221



Veja outras questões dos nossos leitores aqui.
Veja outras respostas nos comentários e aproveite para deixar também a sua ajuda a esta leitora.

Enviar um comentário