Ela não quer um "velho e gordo"




"A resposta que tive foi que ela já não queria andar
com um velho e gordo como eu"


Aqui fica mais um pedido de ajuda de uma leitora do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!

(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)


Tenho 46 anos e tive uma relação com uma mulher 20 anos mais nova. Embora sem motivo, pois amava-a de verdade, ela sempre teve muitos ciúmes. Acabámos a relação há cerca de 15 dias. Hoje tentei falar com ela e a resposta que tive foi que já não queria andar com um homem velho e gordo como eu. Senti-me bastante humilhado e deprimido.

Não foi a questão de ser tratado como velho e gordo, mas o fato de que ela sempre disse que me amava assim e que se eu fosse mais novo e esbelto provavelmente não me amaria tanto. O que devo fazer?


A nossa resposta

Muitas mulheres jovens encontram vantagens num homem mais velho, com uma situação bem estabelecida. Os homens perto dos cinquenta anos começam a produzir menos testosterona e vasopressina, aumentando o rácio de estrogénio e oxitocina. Esta mudança na produção hormonal tem efeitos cerebrais tranquilizantes, tornando os homens mais emotivos, fisicamente carinhosos e despreocupados com as aparências. É isto que torna muitos homens, mais maduros, apelativos aos olhos de algumas mulheres, pois  sentem-se atraídas pela protecção e pela segurança que estes lhes transmitem.

Existem muitos casais com grandes diferenças de idade, que se amam de verdade. Embora esta diferença de idade só se torne um problema se for encarada como tal, escolher alguém muito mais novo, pode implicar interesses e níveis de maturidade distintos. É possível que ela se tenha sentido apaixonada por si e que as palavras dela, no passado, tenham sido sinceras.

A questão é que nem todas as pessoas lidam da mesma forma com a ruptura de uma relação. Algumas pessoas sentem uma angústia e raiva tão grande, por verem o fim da relação, que apenas pensam em “magoar” o ex-companheiro. É evidente que ela teve essa necessidade e soube precisamente como feri-lo de forma mais intensa, pois era algo que já tinham falado e ela sabia que o inquietava.

Perceba que a paixão dela por si acabou (se alguma vez existiu). Afaste-se desta relação, visto que, tal como está actualmente, não deverá trazer nada de benéfico no futuro.

Se sentir necessidade procure ajuda de um psicólogo.


Fernando Eduardo Mesquita
Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221

UMA PARCERIA
TERAPIAS SEXUAIS
&


Veja outras questões dos nossos leitores aqui.
Veja outras respostas nos comentários e aproveite para deixar também a sua ajuda a este leitor.

Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com

Enviar um comentário