Fetiche por pés




"Ele gosta de ver imagens de pessoas
a receberem cócegas nos pés"


Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!

(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)


"Tenho 19 anos, o meu namorado 22. Somos os dois virgens. Namoramos há 7 meses. Desde o início da relação, que ele fez questão de me contar que era virgem e que tinha um fetiche por pés. No entanto, o fetiche dele por pés não está ligado a nada sexual; ele não pesquisa na internet vídeos de nudez ou porno relacionados com isso. Apenas gosta de ver imagens ou vídeos de pessoas a serem "torturadas" (receberem cócegas) nos pés.

À medida que os meses passaram, eu comecei a ir a casa dele e, um dia, enquanto estávamos a ver um filme no sofá, ele não resistiu à ideia de eu estar sozinha com ele, pegou num óleo específico e numa pena, prendeu-me as mãos e fez-me imensas cócegas. Eu adorei e desde aí temos repetido a experiência várias vezes. No entanto, um dia ele disse-me que não gostava de me torturar. Fiquei confusa com o que ele disse, porque pareceu-me que gostava.

Esta semana, quando eu estava no facebook, uma rapariga da faculdade dele enviou-me uma imagem que mostra ele a pedir-lhe para ela lhe mostrar os pés pela câmera. Ela não foi a primeira rapariga a quem ele pediu isto. Eu sempre soube que ele via vídeos e imagens de pés na internet, mas nunca esperei que ele fosse pedir a raparigas que conhece estas coisas. Ele sempre me disse que se controlava.

Confrontei-o com esta história, no início ele negou e disse que alguma rapariga devia ter algo contra ele, mas no dia seguinte admitiu o que fez e prometeu não o fazer mais. Eu sei que quando ele promete alguma coisa a cumpre mesmo. Disse-lhe que não havia problema em continuar a ver imagens na internet, mas que não queria que falasse com ninguém sobre isso. Sei que ele não me traiu fisicamente, isso ele nunca faria, tenho a certeza absoluta. Mas fiquei magoada com a atitude dele.

Tive uma conversa séria com ele e disse-me que não sente excitação sexual quando olha para pés. Disse-me que é "apenas curiosidade e um vício" que ele preferia não ter. No entanto, disse-me que os meus pés são os únicos que o excitam de forma sexual, algo que, segundo ele, nunca tinha sentido antes. Perguntei-lhe se ele já teve um orgasmo ao brincar com os meus pés e a resposta foi "sim, às vezes tenho e de cada vez que isso acontece tenho de ir ao wc para espairecer porque acho vergonhoso". Perguntei-lhe porque achava vergonhoso e respondeu-me: "não sei, não estou habituado, não gosto do que sinto e acho vergonhoso". Ele também disse que já nem sequer precisa de ver ou tocar nos pés para se sentir excitado, basta estar sozinho comigo, coisa que antigamente não sentia. Sempre tivemos problemas por causa de sexo.

Desde os 3 meses de namoro que lhe falo em sexo e ele nunca gostou da conversa. No início achei que ele era asexual ou mesmo que eu não o atraía sexualmente. A resposta foi: "eu sinto-me muito atraído por ti, mas não estou preparado para fazer sexo neste momento. Tens de esperar". Pelo que entendi da conversa que tive com ele há poucos dias, ele sente excitação quando está comigo, tem vontade de fazer sexo, mas não o faz porque tem vergonha de admitir que quer e porque supostamente nunca tinha tido orgasmos antes de mim e não gosta de sensação.

Ele esteve em duas relações antes de mim, ambas aos 18 anos, e apenas duraram 3 meses. Ele nunca esperou que eu ficasse tanto tempo com ele, daí nunca ter pensado em sexo. Ele está a ser seguido por um psicólogo devido a problemas de auto-estima que já vêm de quando ele era pequeno, mas que só agora eu o consegui convencer a tratar. No entanto, ele continua a ter um problema qualquer com sexo que eu não entendo.

E também tenho algumas dúvidas em relação a nunca ter tido um orgasmo antes e só sentir excitação sexual comigo em relação ao fetiche dele. Se só sente excitação comigo, porque razão foi pedir a outras raparigas para ver pés? Ele diz que apenas tem "curiosidade e imagina-se a fazer-lhe cócegas mas nada que envolva parte sexual".

Ele é ateu, não acredita em nada de religião, por isso esse não é o problema dele. Também não sofreu nenhum tipo de violação quando era criança. Foi sim vítima de bullying e durante muitos anos sofreu com a ausência dos pais, que trabalhavam bastante, e sempre pensou que não gostavam dele.

Qual acha que seja o problema dele? O que devo fazer?


A nossa resposta


Um fetiche (palavra que tem origem no termo português “feitiço”) é, sobretudo, uma espécie de obsessão por um objecto, uma situação, pessoa, ou parte da pessoa, a que se atribuem “poderes mágicos ou sobrenaturais”, positivos ou negativos.

O fetiche por pés é mais frequente do que se pensa. Um fetichista de pés é conhecido, normalmente por podólatra ou podófilo (*). Cerca de 50% dos fetiches, com partes do corpo, envolvem os pés e quase 2/3 dos fetiches com objectos estão relacionados com os pés, como sapatos e meias.

Freud chegou a dizer que as pessoas “sexualizam” os pés porque estes se assemelham a um pénis. Recentemente, o neurocientista americano, Ramachandran disse que ao estudar a síndrome do membro fantasma – condição que leva pessoas amputadas a sentirem os seus membros em falta - resolveu o mistério dos fetiches por pés. Segundo o mesmo, esta condição deve-se à proximidade das áreas cerebrais, associadas à genitália e aos pés, no mapa da imagem corporal. “Talvez alguns de nós, chamados de ‘pessoas normais’, tenham um pouco dessas ligações cerebrais, o que explicaria por que gostamos de ter os nossos pés sugados”, afirma Ramachandran.

O fetichista responde ao pé de forma similar à que outras pessoas respondem a nádegas ou seios. Mas é de notar que, no caso do podólatra, esse desejo adquire o caráter pronunciado de uma fixação e pode tornar-se uma obsessão ou a única forma de ter prazer.

Existem diversas variantes de podolatria:

- Feet worship – obtenção de prazer em lamber, chupar e beijar pés ou de ter os pés adorados desta forma por outros.

- Smelly feet/Chulé - prazer em cheirar pés, aqui a excitação está mais no odor dos pés.

- Huge feet / Bare feet - prazer em observar pés grandes e/ou descalços.

- Calçado – prazer em ver, cheirar ou lamber calçado.

- Socks (meias) – prazer em ver, tocar ou cheirar meias, ou pés dos outros com meias, que podem ser sociais, desportivas ou de uma cor específica (geralmente, pretas).

- Footjob (masturbação com os pés) – estimulação dos genitais do/a parceiro/a com os pés até ao orgasmo, sem que haja penetração.

- Tickling (cócegas eróticas) - onde os participantes obtêm excitação sexual em fazer, ou sentirem, cócegas. As cócegas eróticas podem envolver a restrição física da submissão por um dominador, sendo os pés o principal alvo. Este será, provavelmente, o caso do seu namorado.

No podólatra, o objecto de fetiche tem conotação sexual e não representa a pessoa que está por trás desse objecto. Acredito que, como ele a deseja, os seus pés sejam um foco de maior desejo, porém, quando o seu namorado refere que a atitude dele, em procurar esse tipo de imagens, na Internet, não tem conotação sexual, pode não corresponder totalmente à verdade, visto que este é o seu objecto de prazer.

Deixe-me perguntar-lhe … Se ele fosse à Internet ver seios ou nádegas de mulheres, qual seria a sua reacção? E se ele tivesse feito o mesmo com “amigas” ou pessoas conhecidas? O que faria? Como procuraria lidar com a situação?

Fale com ele, tente perceber se há algo mais que ele possa dizer e que a ajude a percebê-lo. Se as dificuldades persistirem, deverão procurar um terapeuta sexual para vos ajudar a encontrar um equilíbrio saudável no vosso relacionamento.

(*) - embora o termo podófilo seja mais frequente em Portugal, optei pelo uso de podolatria para evitar a confusão com o termo pedófilia.

Fernando Eduardo Mesquita
Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221

UMA PARCERIA
TERAPIAS SEXUAIS
&


Veja outras questões dos nossos leitores aqui.
Veja outras respostas nos comentários e aproveite para deixar também a sua ajuda a este leitor.

Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com





Enviar um comentário