Ela finge o ORGASMO!



Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ 

a compreender também os seus problemas...

PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!


(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista MARIA)



"Tenho 24 anos e a minha namorada 23 e namoramos há 5 anos. Durante uma noitada com amigos, decidimos jogar ao "Eu nunca..." enquanto bebíamos... Acontece que a minha namorada bebeu quando alguém disse "Eu nunca fingi um orgasmo". Ela disse que não tinha sido comigo e evitou a conversa durante umas horas. 

Contudo, a meio da noite, ela acabou por confessar que tinha sido comigo e que tinham sido muito poucas vezes (inferior a 5). Ela também disse que a primeira e última vez que tal tinha acontecido, tinha sido no nosso primeiro ano de namoro. Desde então já passaram 4 e ela jura que nunca mais aconteceu. 

Esta situação deixou-me bastante desiludido com ela e como homem fiquei com o "ego masculino/orgulho" totalmente destroçado, até porque sempre ouvi bastantes elogios da parte dela, praticamente sempre que fazemos amor. Senti-me enganado e mesmo triste por ela nunca ter tido coragem para me dizer e depois num jogo com amigos, com álcool à mistura decide revelar e ainda tentar negar nas primeiras horas para abafar o caso. Agora não sei o que fazer. 

Ela já me pediu desculpa, diz estar arrependida e que o nosso sexo é maravilhoso, "o melhor da minha vida" disse ela. Eu gosto imenso dela, mas não sei como reagir a isto, por um lado quero que tudo volte a ser como era, contudo começo a pensar quando formos fazer amor em que vou pensar?



A NOSSA RESPOSTA



Caro leitor, muitas mulheres admitem fingir o orgasmo, para não afectarem a auto estima do parceiro. Infelizmente, apesar das intenções até parecerem boas, esta atitude só leva a que a situação permaneça, pois o companheiro acredita que as coisas estão a correr bem sexualmente. 

Se o sexo não está a ser gratificante para uma das partes, isso deve ser falado. Além do mais, as relações sexuais não têm de acabar sempre com a existência de orgasmo (e falo tanto para as mulheres como para os homens). O importante é que ambos se sintam respeitados e tirem prazer do encontro sexual. 


O problema surge quando se mete na cabeça que o “sexo só é bom quando ambos tiverem orgasmo”. A interiorização desta crença leva a que muitas pessoas sintam a necessidade de simular o orgasmo para não afectarem a auto-estima do parceiro ou parceira, ou com receio que comecem a surgir perguntas do tipo “não gostaste?”, “já não me amas?”, entre tantas outras dúvidas, muitas vezes descabidas. 


Quando se interiorizam certas “obrigações mentais” para os encontros sexuais, tais como ter de “ficar com ereção”, “aguentar x tempo”, “ter sempre orgasmo”, ou qualquer outro tipo de crença, fica-se mais focado na concretização destas “obrigações” do que propriamente tirar prazer do momento com o companheiro ou companheira. 


Aproveite a informação que a sua namorada lhe deu para construir e reforçar a vossa relação e não para se sentir culpado ou ofendido e, muito menos, para a agredir. Foque-se mais na vossa relação, que no facto em si, e isso só poderá ser feito com muito diálogo e amor.


Obrigado pela sua questão,

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221




QUAL A SUA OPINIÃO?
Deixe o seu comentário!
Ajude os outros com a sua própria experiência 
OBRIGADO!

Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com



- Ela comprou um vibrador
- Simulo o prazer para os meus namorados
- As mulheres e o orgasmo

Enviar um comentário