Ele não larga a mulher



Aqui fica mais um pedido de ajuda de uma leitora do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ 

a compreender também os seus problemas...

PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!


(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista MARIA)



"Dr. preciso da sua ajuda. Tenho uma relação há quase 4 anos com um homem casado. Não tenho dúvida do amor que sinto por ele. Inclusive já terminamos porque eu não aguentei esta situação. Ele diz que não faz sexo com a mulher, no entanto, faz de tudo para manter o casamento tal como irem várias vezes de férias para locais paradisíacos. Ele diz que me ama mas que não pode tomar uma decisão porque tem duas filhas que não quer perder. A minha pergunta é se tudo é tão perfeito, entre nós dois, por que é que ele não larga a mulher?



A NOSSA RESPOSTA



Cara leitora o seu relato é muito semelhante a outros que recebo frequentemente de mulheres a pedirem ajuda. Nestas situações, elas encontram um homem casado que diz estar num casamento, ou relação amorosa, que não está a correr bem e que não pedem o divórcio porque têm filhos pequenos, uma mulher doente, ou por qualquer outro motivo. 

A verdade é que este tipo de homens dificilmente assumirá o fim do casamento, pois o que procuram limita-se a uma aventura sexual. Elas, por ingenuidade, ilusão, carência, ou qualquer outro motivo, acabam por cair nesta história esfarrapada que não passa de um “conto do vigário”. 

No seu caso ele justifica o facto de ter uma relação extra-conjugal com o facto de não ter intimidade com a mulher e que não termina a relação por causa das filhas. Se ele realmente não tem sexo com a esposa, pior ainda, pois deixa bem claro que o interesse que tem por si é meramente sexual. Se assim não fosse, 4 anos não seriam suficientes para ele tomar uma atitude? 

No fundo, os motivos que ele apresenta estão entre as desculpas mais frequentes para justificar a falta de atitude que alguns homens têm quando lhes é exigida a tomada de uma decisão pelas amantes. 

A leitora questiona-se se algum dia ele irá tomar uma decisão. Por muito que lhe custe, a verdade é que esse homem já tomou uma decisão … “manter o casamento”! 

Direta, ou indiretamente, ele já lhe disse que não pretende o divórcio, pelo que, se mantiver esta relação, muito provavelmente, o seu papel permanecerá como “amante”. Acha mesmo que algum dia ele irá tomar uma decisão diferente? Se lhe é difícil aceitar essa condição, é melhor terminar a relação. 

Segundo a sua descrição, ele não pensa, nem irá, separar-se da mulher, pelo menos devido à relação que mantém consigo. Se pretende manter a relação com este homem é melhor habituar-se a ser a “amante” e não esperar uma relação “oficial”, pelo menos a curto prazo, com ele. Quanto mais tempo está disposta a dedicar a alguém que não retribui da mesma forma o que sente? Não se acha suficientemente merecedora de uma relação onde é realmente amada? Pense nisso!

Obrigado pela sua questão,

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221




QUAL A SUA OPINIÃO?
Deixe o seu comentário!
Ajude os outros com a sua própria experiência 
OBRIGADO!
Enviar um comentário